ABERGO - Associação Brasileira de Ergonomia

noticias
A matéria anexa consolida a multa imposta à BRF (SADIA + PERDIGÃO), na unidade de Capinzal SC, de 5,8 milhões de reais, e a adoção, com datas acordadas, do aumento de pausas no frigorifico - até chegar a 7 pausas de 8 minutos, fora intervalo; proibição de horas extras, exceto sábados; informar CAT. Beneficiando 5 mil empregados. Quando as multas já somavam 4,7 milhões, ainda assim a empresa não deu pausas, e com base em relatório dos Auditores da Gerência de Chapecó, o MPT denunciou à Vara do TRabalho o descumprimento acarretando a multa. O valor será revertido para entidades beneficentes, e realização de seminários e estudos sobre acidentes de trabalho na região, promovidos pelo MPT e MTE.